author Plantão (PI, CE, MA) (85) 981010712

Comparar listagens

VAI COMPRAR CASA OU APARTAMENTO EM 2018? CAIXA REDUZ OFERTA, MAS OUTROS BANCOS TERÃO OPÇÃO.

VAI COMPRAR CASA OU APARTAMENTO EM 2018? CAIXA REDUZ OFERTA, MAS OUTROS BANCOS TERÃO OPÇÃO.

FIQUE DE OLHO NAS MUDANÇAS

Quem está planejando comprar uma casa ou um apartamento em 2018 deverão ficar atento às mudanças que devem ocorrer no mercado imobiliário nos próximos meses. O governo deverá reduzir o subsidio à classe média, hoje oferecido por meio da linha de crédito Pró-cotista, que utiliza recursos do FGTS. A linha é a mais barata depois do Minha Casa, Minha Vida.

Essa medida em tese deveria encarecer o financiamento para quem busca imóveis com valor em torno de R$ 1 milhão. Por outro lado, bancos privados estão atentos ao setor e já dão sinais de que pretendem reduzir as taxas para conquistar participação nesse mercado, hoje dominado pela Caixa Econômica Federal.

O aumento da concorrência, combinado com a queda da taxa básica de juros (Selic) e com a recuperação da economia, colaboram para que as taxas de juros praticadas no financiamento imobiliário diminuam, aproximando-se da taxa subsidiada do Pró-cotista, dizem os especialistas.

MENOS RECURSOS PARA IMÓVEIS DE CLASSE MÉDIA

 O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) decidiu reduzir o volume de recursos do fundo destinado à habitação no ano que vem. O orçamento total do FGTS para 2018 será de R$ 85,5 bilhões, cerca de 3% menor do que os R$ 88,2 bilhões previstos para 2017. O setor de habitação receberá R$ 69,4 bilhões no ano que vem, abaixo dos R$ 71,7 bilhões aplicados neste ano.

O segmento com maior corte será a linha de crédito Pró-cotista, destinada a financiar imóveis para a classe média, com valores entre R$ 250 mil e R$ 950 mil (ou até R$ 1,5 milhão, se o imóvel for novo e estiver no Distrito Federal, São Paulo, Rio de Janeiro ou Minas Gerais). A linha de crédito terá apenas R$ 5 bilhões disponíveis no ano que vem, 35% a menos do que os R$ 7,7 bilhões liberados neste ano e volume 42% inferior aos R$ 8,6 bilhões disponibilizado em 2016.

Vale destacar que a linha Pró-cotista já foi insuficiente para atender à procura na Caixa neste ano, que suspendeu em junho os financiamentos nessa modalidade por falta de recursos. Além da Caixa, o Banco do Brasil também oferece a linha Pró-cotista e ainda tem recursos disponíveis.

Essa linha de crédito é a mais barata para financiar imóveis de classe média (veja tabela abaixo)

Para receber mais dicas úteis e ficar sempre por dentro dos assuntos ligados à compra e venda de imóveis, assine nossa newsletter!

Gostou dessas dicas? Que tal compartilhar com seus amigos nas redes sociais? Poderá ser bem útil a eles também.

img

Bruno Santos

    Posts relacionados

    Saiba qual banco oferece o melhor crédito para a sua faixa etária

    Uma pesquisa encomendada pelo jornal Extra à CrediHome — plataforma de comparação de produtos...

    Continue lendo

    Quitinete, studio ou loft. Quais são as diferenças?

    Ao procurar um apartamento, você já deve ter se deparado com essas nomenclaturas: quitinete,...

    Continue lendo

    ITBI: o que significa e para que serve

    Na hora de realizar o sonho da casa própria, surgem várias dúvidas. Certamente você já deve...

    Continue lendo

    Participe da discussão

    três + vinte =