author
Plantão (PI, CE, MA) (85) 981010712

Os 10 Lugares para você conhecer na Vila Madalena, São Paulo SP

1. Desmembrada de Pinheiros, a Vila Madalena era conhecida no início do século 20 como Vila dos Farrapos – diz-se que por atrair pessoas de menor poder aquisitivo em busca de casas mais baratas. O atual nome do bairro teria sido dado por um fazendeiro que, ao lotear a região, nomeou cada pedaço em homenagem às filhas: Madalena, Ida e Beatriz (as duas últimas são bairros vizinhos).

+ Roteiro: o melhor da Vila Madalena

2. A conhecida vocação boêmia da Vila Madalena nasceu em meados dos anos 1970, quando universitários e professores foram morar no bairro, atraídos pela proximidade com a USP.

3. Inaugurada em 1998, a Estação Vila Madalena da Linha 2-Verde geralmente tem um movimento tranquilo. Recebe cerca de 28 000 passageiros diariamente, fluxo quatro vezes menor do que é visto todos os dias na Consolação, por exemplo.

+ 25 motivos para amar Santana

4. Os recém-chegados logo se encantam pelos nomes criativos das ruas do bairro: Purpurina, Harmonia, Girassol e Fidalga são alguns exemplos. “Denominação de origem popular (atribuída pelos primeiros moradores ou pelo loteador do bairro), teve como sentido a atribuição de uma qualidade, ou seja, a uma afinidade que unia os moradores”, é o que informa o Dicionário de Ruas da prefeitura de São Paulo sobre a simpática Rua Simpatia, na Vila Madalena.

+ 25 motivos para amar Pinheiros

5. Apesar de ser conhecida pela vida noturna, quem quiser começar o dia na Vila Madalena tem bastante opção de padarias que rendem um bom café da manhã: Le Pain QuotidienDeliParisVilla Grano e St. Etienne, para ficar nas mais famosas.

Le Pain Quotidien 2283

Le Pain Quotidien 2283

 (/)

+ 25 motivos para amar a Vila Mariana

6. A Vila Madalena também pode ser zen, vide o grande número de estúdios de yoga no bairro: Espaço Girassol, Yoga Mitra, Hot Yoga São Paulo, Espaço Soma, Studio Iyengar Yoga, Yoga Lab, Gam Yoga, entre outros.

+ O que esperar do Carnaval 2016 na Vila Madalena

7. Para quem não sabe, também dá para aproveitar a noite fora do “miolo” da Vila, ou seja, sem passar por aqueles dois quarteirões da Rua Aspicuelta (entre Fidalga e Mourato Coelho) que concentram 99% do burburinho. Bares como o Sabiá e o Canto Madalena reinam absolutos em seus quarteirões, sem sinal de muvuca. O Tribunal, o Genial e o Bar do Sacha também estão em pedaços mais silenciosos. A Mercearia São Pedro, na pacata Rua Rodésia, está ainda mais afastada do circuito tradicional, mas fica tão lotada que também já virou sinônimo de badalação.

Canto Madalena

Canto Madalena

 (/)

8. Agora, quem realmente quer estar onde o povo está deve se dirigir para as imediações da Rua Aspicuelta e fazer check-in em lugares como o QuitandinhaPosto 6Cervejaria Patriarca e Coutinho. São os lugares que ficaram famosos pela grande aglomeração de gente pós-jogos da Copa e também durante o Carnaval.

+ 25 motivos para amar a Pompeia

9. É cada dia mais difícil encontrar um lugar em São Paulo para matar a fome na madrugada, ou pelo menos um bar que funcione até tarde. Na Vila Madalena tem: é o Filial, que mima seus clientes fritando deliciosas coxinhas e servindo um belo caldinho de feijão com pão francês até 4 da madrugada, com chorinho (de chopp e de horário) até 5 da manhã nas noites mais animadas.

Copa de Petiscos - Bolinho de arrozCopa de Petiscos – Bolinho de arroz

 (/)

+ Novo espaço de artesanato serve almoço na Vila Madalena

10. Os apreciadores de cerveja artesanal têm vez no bairro, mesmo com o fechamento do tradicional Melograno. O Aé Sagarana oferece carta diversificada e ótimos petiscos. De Bruer e São Paulo Tap House têm outros tantos rótulos. Também dá para comprar sua ale preferida no Mestre Cervejeiro e beber em casa.

Fonte : https://vejasp.abril.com.br/cidades/25-motivos-para-amar-a-vila-madalena/

Participe da discussão

Compare listings

Comparar